FANDOM


— No último episódio de Drama Total O Castelo Assombrado! — O telão mostra imagens das peças. — Tivemos um show teatral, jugado pela celebridade Amber! Tivemos brigas! — Imagens de Lizzie e Rocky são vistas. — Surpresas! — Imagens de Damian zangado são mostradas. — Amizades desfeitas! — Imagens de Bethany e Penny discutindo são mostradas. — E mais brigas. — É vista a imagem de Sakina segurando Vicky. — E hoje, levaremos ao extremo o “assombrado” do título em uma aventura noturna, aqui em DRAMA! TOTAL! O CASTELO ASSOMBRADO!

Dentro da lavanderia do castelo, May, Catherine e Rocky, usando suas roupas de dormir, separam roupas por cor enquanto cantarolam músicas e falam de outros competidores, rindo.

— Eu ainda não entendi aquilo da Violette e do Eliott. — Catherine comenta, enquanto segura duas meias coloridas e as dobra. — Será que se eu ficar ruiva e fazer uma pinta no meu nariz o Damian me beija? — Ela dá uma risada leve.

— Não. Pra conquistar o Damian seu cabelo tem que ter gradientes roxos e você tem que usar saias de xadrez e se vestir como mendiga. — May comenta, jogando várias roupas em uma máquina de lavar.

— Ai, gente... — Rocky estende roupas em um varal. — Essas garotas fazem tudo por atenção! Daqui a pouco andam por aí seminuas.

— Falando em seminuas... — May diz, olhando para Damian que acaba de entrar. Usando apenas shorts brancos. — A Vicky não está aqui, garanhão.

— Eu quero roupas, não Vicky! — Ele pega um cesto com suas roupas limpas. — De onde tiraram isso? Vicky, blé! — Ele faz uma expressão de desgosto antes de sair da lavanderia, despertando risos das garotas.

— Vou ficar triste quando a cobra dar o bote nele. — May diz, terminando seu trabalho. — Mas com sorte eu consigo evitar a existência desse relacionamento com essa câmera.

Megafones soam, ecoando a voz de Aurora. — Olá. Olá. Quero todos na sala de estar, vamos socializar, pessoal! — O megafone para e todos deixam seus quartos e vão para a sala de estar.

— Imagino, o que seria isso? Aurora sempre fez desafios a luz do dia, mesmo que isso não seja regra, é estranho termos algo à noite. — Hillary comenta, caminhando lado a lado com Lizzie. — Mas tanto faz, pelo menos eu tenho a chance de mostrar meu pijama lindo. — Ela ajeita seu vestido.

— É tudo maluquice da Aurora, essa louca pega clichês da internet e diz que é original. — Lizzie comenta para Hillary, mas em um tom alto o suficiente para todos andando ouvirem.

— Olha quem fala de originalidade — Vicky se intromete e caminha entre as duas. — A garota que vive copiando roupas de personagens de desenho pra tentar agradar nerds. Copiar é tão essencial em você quanto seu sangue! — Ela diz, pegando a mão de Lizzie e apontando para seu pulso.

Lizzie tira a mão de Vicky do seu braço e puxa Hillary para frente, se afastando de Vicky.

No confessionário. — Essa aliança até era algo legal, mas... será que a Vicky é legal? Ela vive insultando gente, incluindo a Lizzie. Eu queria que a Briana estivesse aqui, ela me ajudaria a decidir o que sinto... Ah... — Hillary suspira, terminando o confessionário.

— Ei, Pepper! Será que esse desafio envolve músculos? — Luke flexiona seus músculos. — Eu tenho muitos! Há! Há!

— Olha, garoto. — Pepper para de andar e coloca suas mãos na cintura. — Eu sei que você me adora e me idolatra, mas esse bumbum perfeito não vai ser de qualquer fracassado! Mas mesmo assim... — Ela pega a mão de Luke. — Eu treino você, aceito ser sua namorada. — Luke se mantém sem emoções por alguns segundos, mas acaba abraçando Pepper. — Tá, para de apertar.

No confessionário. — Tá, isso foi inesperado, eu sei! Mas a esse ponto, preciso de um aliado e o Luke é perfeito. Eu tenho a cabeça e os músculos. Ele tem impulso, força bruta, cabelo bonito, tanquinho definido, tipo isso. — Pepper diz, corada, terminando o confessionário.

Todos chegam a sala de estar, onde uma nova sala, que anteriormente estava fechada, é a única coisa emitindo luz. Todos entram com curiosidade, revelando Aurora, sentada em um trono feito de peles de animais e com um livro em seu colo, ao lado de uma confortável lareira, a única fonte de luz na noite escura.

— Bem vindos a seção de histórias da Aurora! Sentem-se. — Todos se sentam no chão, ao redor de Aurora. — Hoje, vou contar a vocês uma antiga lenda desse castelo que nós estamos! Vocês já se perguntaram como ele foi construído? Foi há cem anos atrás, por um rei europeu muito poderoso que havia terminado de chegar ao Brasil, um pouco depois do fim da escravidão. Ele decidiu se isolar de todos os outros e viver em calma nessa nova terra. Foram cinquenta anos de construção para o lugar perfeito, onde toda a sua família gigante pudesse viver, além de aposentos pra seus empregados. Os empregados, mesmo que leais a seus patrões, desconfiavam de vultos noturnos constantes e aparições de pessoas estranhas, que ao serem avistadas não demoravam muito pra sumir nas sombras. O rei odiava aquelas acusações e recusava em acreditar nos mitos, isso até quando ele mesmo presenciou uma cena, ao andar sob o manto da escuridão em um dos corredores, em companhia de seu neto, ele presenciou uma garota jovem e pálida, chorando sangue e vestindo um manto branco, com seus cabelos cobrindo a maior parte do seu rosto. Mesmo que parecesse indefesa, a garota facilmente atacou e nocauteou o rei. Durante a manhã, o rei e toda sua família fugiram, isso pois seu neto, havia sumido! — Ela fecha o livro. — E aí, gostaram? — Todos, com exceção de Catherine e Vandella, olham com medo para Aurora e observam todas as direções. — Tá, agora vamos dormir. Eu acompanho vocês, lindos! — Ela se levanta e deixa o livro na cadeira, acompanhando todos na caminhada de volta aos quartos.

— Qual foi o intuito disso, Aurora? — Law perguntou, andando.

— Ai nada não! Só uma interação, sabe? Apresentador e competidores! — Ela sorri. — É bem natural. — Todos chegam aos quartos e entram, Aurora apenas acena para as portas que se fecham. Após todas se fecharem, seu grito desesperado ecoa nos quartos. Alarmando todos.

— O que é isso!? — Troye grita, abrindo as portas do quarto dos Golfinhos e berrando.

— Cadê ela? CADÊ ELA? Aurora! Onde você esta? — Violette berra incessantemente.

— Cala a boca, Violette! — Penny diz, apertando o bico de Violette. — Ela sumiu, mas deixou algumas coisas pra trás. — Ela aponta para o salto de Aurora, jogado no chão.

— Uma mulher tão linda como a Aurora nunca deixaria o estilo dela pra trás. Nenhuma mulher de respeito deixaria, nem a Pepper! — Lizzie comenta, pegando o salto de Aurora do chão.

— Vou considerar isso como um elogio. — Pepper diz, dando um olhar de sarcasmo para Lizzie.

— Mas é pra ser insulto mesmo! — Lizzie diz, ainda segurando o salto.

— Permitam-me dizer, mas... É encenação! — Catherine se aproxima. — Tem vários erros geográficos na história de Aurora, me surpreendo que não perceberam. Além disso, isso de bruxa sequestradora é comum em filmes de terror, nunca viram Maldição da Floresta, Bruxaria na Floresta e Maldição da Bruxaria? É clichê.

— Confirmado. — Vandella diz, sem demonstrar emoções.

— Ah, mesmo assim! Devíamos nos separar e procurar a Aurora! Precisamos achar ela! É nossa apresentadora e amiga! — Damian diz, com autoridade. — Catherine, May, Rocky e Vandella. Law, Logan, Luke e Pepper. Penny, Sakina e Todd. Troye, Violette, Hillary e Lizzie. Esses são os grupos de busca, a Vicky vem comigo!

— Eu tenho algo que pode nos ajudar! — Todd diz, antes de correr para o quarto das Borboletas. Saindo de lá segurando uma bolsa. — Lanternas, bastões de luz, pisca-pisca, decorações neon, tudo que dá pra iluminar nosso caminho! — Ele diz, oferecendo um para todos.

— Onde você achou essas quinquilharias? — Violette disse, colocando um pisca-pisca ativado em seu cabelo. — São tão bonitinhas!

— O porão é cheio de coisas úteis, é como um grande estoque de coisas. Luz não foi a única coisa que achei lá embaixo. — Todd responde. — Eu não fui o único a pegar coisas de lá de baixo. Mas não vamos entrar em detalhes!

— Chega de papo! Vamos logo procurar a Aurora, são duas da manhã e eu tenho que dormir! — Pepper disse, puxando Logan e Luke. — Nós quatro vamos pro porão! — Ela deixa a todos, junto com Luke, Logan e Law.

— Acho que a cozinha precisa de uma checagem! Cathy, Rocky, Vandella, vamos lá! — May disse, deixando a sala.

— Senhoritas, queiram me acompanhar a um passeio pelo jardim? — Todd disse, deixando a sala com Penny e Sakina.

— Lizzie, vamos pras torres!  Violette, também, mas tente não beijar o Troye! — Hillary deixa a sala, deixando apenas Damian e Vicky.

— Só temos nós dois, mauricinho narcisista. Pra onde vamos? — Vicky pergunta, cruzando os braços.

— Ficar aqui, talvez... Pode ser que a Aurora volte! — Ele sugere. — É uma possibilidade que não pode ser descartada.

— Pode parar com o teatro, sei que você simplesmente me ama! — Ela dá uma risadinha. — Vicky não é pra qualquer um. Vamos logo para o teatro, pelo menos lá você pode fazer drama a vontade.

No confessionário. — Eu não confio na Vicky e nem gosto dela, tá? É tudo estratégia, tirar os fracos primeiro, ela só tem impulso, charme, cabelo bonito, feições perfeitas, cheiro de rosas, tipo isso. — Damian diz, corado, terminando o confessionário, trocando a cena para as torres.

— Violette, eu posso conversar com você um pouquinho? — Hillary se aproxima de Violette, sussurrando. — Você acha que a Vicky... bem, você sabe... gosta de mim? Ela parece não ligar nem um pouco pra mim, nem pra Lizzie, nem pra ninguém. Só para você! — Ela cruza os braços. — Já que você é amiga dela, poderia me responder isso, sabe?

— A Vicky? Ah sim, ela me disse que “você é só uma distração agora que foi usada ao máximo e que vai te eliminar o mais rápido possível”. — Violette diz, com inocência sem perceber o que disse, deixando Hillary boquiaberta.

— O-Obrigada?! — Hillary, ainda boquiaberta e surpresa, se afasta lentamente de Violette e se aproxima de Lizzie. — Lizzie, eu... — Ela tenta impedir, mas é parada por um grande estrondo nas sombras. — O que?!

Os barulhos das sombras se tornam um luz branca que lentamente se torna um ser humano, pálido e magro, que caminha em direção aos competidores de uma forma ameaçadora. Hillary, Troye e Violette fogem antes mesmo de saber o que é, mas Lizzie continua parada e tremendo, antes de gritar em terror.

— Gente, parem de correr! Não podemos deixar a Lizzie pra trás! — Hillary comenta, antes de correr para a direção do suposto fantasma.

— Lizzie pra que se vamos todos morrer! — Violette diz, puxando Hillary para as escadarias.

A cena muda para a cozinha, onde as quatro garotas checam todos os armários em busca de algo, com exceção de Catherine e Vandella, que parecem não ligar.

— Cathy, Vandella, eu sei que vocês são tímidas, mas arriscar a vida de todos por isso já é exagero. — May diz, enquanto abre panelas e as ilumina com uma lanterna.

— Eu sei muito bem o que estou fazendo. — Catherine comenta, cruzando os braços. — Vamos lá, garotas! Analisem bem tudo que a Aurora falou! Vão perceber a verdade!

— A verdade é que tem um fantasma por aí, ele sequestrou ou matou a Aurora e provavelmente vai fazer o mesmo com todos se não cooperarmos! — Rocky diz, parando sua investigação.

— E o que farão se o encontrar? — Vandella comenta, sem demonstrar emoções como sempre faz.

— Sei lá, a gente vai saber quando encontrar. — May diz. — Mas agora estamos todos cooperando, se não vão fazer nada, por favor não nos atrapalhem! — Ela comenta, antes de pegar no braço de Rocky e a puxar. — Vamos investigar outra área, Rocky! Não há nada pra nós aqui!

— Em três... — Catherine diz, enquanto as duas garotas deixam a cozinha. — Dois... um... agora! — May e Rocky gritam freneticamente. — O fantasma pegou! Ella, que tal pegarmos um fantasma clichê de uma forma clichê? — Catherine pergunta, recebendo um gesto de “sim” com a cabeça de Vandella.

Um confessionário com Vandella é exibido por alguns momentos, totalmente em silêncio. A cena muda para o porão, onde Law e Logan ferozmente destrói tudo em sua frente. Luke e Pepper apenas assistem.

— Por que eles estão destruindo tudo, Pepper? E por que não posso participar também? — Luke pergunta, com seu braço sobre o pescoço de Pepper.

— Porque você é meu namorado e tem que se portar bem, não quero que o papai, Destruidor Delgado, ache que eu aceite qualquer um. Além disso, eles estão destruindo tudo que possa ser possuído por fantasmas, assim ele fica indefeso! — Pepper comenta, tirando o braço de Luke de si mesma.

— Nossa, Pepper! Você é tão esperta! — Luke comenta.

— Eu sei, loirinho, eu sei. — Ela responde com arrogância.

— Pepper, isso é inútil! Só estamos gastando coisas úteis! — Law se aproxima de Pepper. — Se quisermos pegar o fantasma, temos que QUEBRAR ele! Vem cá, Gasparzinho!

— Sério que vai pagar esse mico? Boa sorte, então! Logan, Luke, vamos embora daqui, deixa o louco fazer seus rituais só. — Pepper diz, enquanto se retira.

— Vão embora, trouxas! Eu quero é um fantas... — A figura de luz se forma a frente de Law. — Hora de resolvermos uns probleminhas, queridinha! — Ele avança no ser de luz e a cena muda para Vicky e Damian, nos corredores do castelo.

— Você realmente me idolatra, não é? — Vicky comenta. — Me ama por ser um ser tão perfeito, nem os bonitões resistem a meu charme natural.

— Você é bem convencida, hein? Nunca disse que te idolatro. Você é bem normalzinha, se veste de um jeito estranho, além disso. — Damian rebate. — Mas seria uma mentira dizer que você é de jogar fora. Eu até daria uma chance. — Ele disse enquanto pressionava Vicky contra a parede com apenas um braço, que se assustou por um momento.

— É uma pena que você é de jogar fora, mas quem sabe eu não queira fazer caridade. — Vicky aproxima seu rosto ao de Damian. — Com uma ajudinha, talvez eu possa te melhorar. Cobrir seus erros grotescos, deixar você mais parecido comigo. Um rostinho de anjo, já tem, ajuda no trabalho. — Ela sussurra com uma voz apelativa.

— Algo me diz que você quer o rostinho bonito pra você! — Ele passa a mão em seu rosto, eles se encaram por alguns segundos, mas por fim acabam compartilhando um beijo. A luz branca se forma ao lado, mas é totalmente ignorada pelos dois. A cena muda novamente, agora para o jardim.

— Não devíamos estar procurando, amigos? — Sakina comenta, sentada confortavelmente em um dos banquinhos do gazebo.

— Nah, é tudo armação da Aurora! — Todd responde, enquanto toma um suco de caixinha.

— Isso tá tão na cara! E só mais um desafio! — Penny coloca suas pernas na mesa do gazebo, comendo um dos petiscos na mesa.

— Todo reality show que se preze faz pelo menos um desafio de horror! Ela provavelmente está por aí capturando de um em um usando um pano branco na cabeça. Já que a gente não tá se arriscando, estamos salvos. — Todd diz, espremendo a caixinha de suco vazia e jogando fora.

Gás verde subitamente toma todo o jardim, fazendo todos ali adormecer rapidamente, a criatura de luz observa com calma, rindo. A cena retorna para Violette e Hillary, ainda fugindo em desespero.

— Violette, para! — Hillary freia inesperadamente. — Cadê o Troye?

— Estava logo atrás de você! — Ela responde com inocência. — Será que ele parou na cozinha pra pegar alguma coisa? Pode ter ficado com fome de tanto correr.

— A cozinha! A Vandella deve estar lá com as outras, eu tenho certeza que nenhum fantasma pegou ela — Hillary diz, ainda ofegante devido a corrida. — Provavelmente ela que assusta eles!

— A gente podia passar sal no rosto, iria espantar os fantasmas! — Violette comenta, animada. A cena muda para o confessionário. — Eu vi em um filme de terror que fantasmas tem medo de círculos de sal! Eu assisti em um cinema vazio com minha irmã e mãe e foi assustador! Eu lembro que a mamãe fez xixi na saia importada dela de tanto medo e tivemos que trazer papel higiênico dentro de sacos de pipoca pra ela não passar vergonha! Depois fomos pra uma loja de roupas qualquer e compramos um modelo qualquer e voltamos pra casa. Mas daí lembramos que deixamos o vestido sujo no provador! Só vimos ele dez dias depois quando minha prima mandou uma foto do vestido limpinho e a venda por uma mixaria! Isso me fez pensar que urina abaixa o preço das coisas, foi assim que fui expulsa indefinidamente de uma loja de roupas! O policial que me tirou de lá era super lindo, mas não tanto quanto o Eliott! — Ela manda um beijo. — Pro meu lindinho! — A cena muda para a cozinha, onde Catherine e Vandella constroem uma tabela com os rostos dos competidores na parede com canetinha.

— Pelo que sabemos, May e Rocky estão confirmadas como eliminadas. — Ela faz um X no rosto de May e Rocky com canetinha vermelha. — Além disso, patricinhas sempre são alvos fáceis! Por isso... — Ela desenha um X nos rostos de Hillary, Lizzie, Vicky e Violette com canetinha rosa.

— Os impulsivos sempre se perdem, além dos avoados. Law, Pepper e Troye. — Vandella diz, enquanto desenha um X com canetinha rosa no rosto dos garotos. — Não vamos esquecer da vida garantida pra os bonitinhos. — Ela desenha um circulo verde ao redor do rosto de Todd e Damian.

— Isso deixa apenas nos duas, Logan, Luke, Penny e Sakina com status ambíguo. Mas já que não há barulhos de folhas e essa fumaça verde cobrindo as janelas, o trio já rodou. — Ela marca o rosto de Penny, Sakina e Todd com um X vermelho. — Se nossos cálculos estiverem certos, vamos ter uma surpresa em dois segundos.

— CATHERINE! VANDELLA! — Violette grita em emoção enquanto corre para as duas garotas. — Vocês estão bem!

— Quer dizer que as duas estão bem? Hum... — Ela apaga o X do rosto de Violette e Hillary. — O que aconteceu com Troye e Lizzie?

— Eles sumiram e...

— Interessante! — Ela marca um X vermelho sobre o rosto de Lizzie e Troye. Além de Damian e Vicky. — Só falta mais um detalhe, vai ter um grito em exatos três segundos. — O que Catherine diz se torna real e três gritos desesperados ecoam pelo castelo, enquanto ela marca um X vermelho no rosto de Logan, Luke e Pepper. E depois de um tempo, o de Law. — Ele estava com eles, foi impulsivo e se perdeu! Boa notícia, garotas, somos as personagens principais hoje! Se a gente seguir o plano de caçar o fantasma...

— Escapamos. — Vandella termina a sentença de Catherine, que sorri para ela.

— Poxa, Cathy! Você tá tão solta essa noite, parece tão livre e decidida! Eu nunca te vi assim! — Violette comenta, colocando sua mão no ombro de Catherine.

— Ela está em um campo de conforto. Assim como eu. — Vandella comenta.

— Mas qual é o plano, afinal? Vocês sabem de todos os clichês de filme que existem! — Hillary comenta.

— Eu e a Vandella já planejamos algo. Mas alguém vai ter que se sacrificar por nos! Vamos ter corrida envolvida e o assassino sempre corre mais rápido que os inocentes!

— Eu me sacrifico! — Violette diz, animada. No confessionário, ela demonstra uma pose heroica. — Eu tenho certeza que a minha mãe vai me reviver com o dinheiro dela! Ricos podem fazer de tudo! — O confessionário acaba, a cena muda para Violette usando um celular de brinquedo em um dos corredores. — Blá, blá, blá! Falando com uma pessoa! Blá, blá! — Violette ostenta uma atuação ruim, suficiente pra atrair o fantasma, mas ainda ridícula e infantil. Ela corre freneticamente pelos corredores em direção a Hillary, segurando um balde de sal. Violette se entoca em suas costas e Hillary ameaça o fantasma com seu balde.

— Vamos lá, vem! Você vai ver, ninguém ameaça minhas amigas e sai impune! — Ela joga o sal ao ar, mas falha e não consegue acertar um mísero grão na fantasma. — Oh... — Ela suspira, antes de gritar e as duas serem atacadas pela fantasma, que pula sobre elas.

— Olha elaaaaa! — Catherine sai de uma das portas, junto com Vandella, as duas carregando tesouras e rapidamente cortando o fantasma em pedaços, revelando sua pele pálida como uma fantasia e seu cabelo como uma peruca. Finalmente revelando Aurora. — Sabíamos o tempo todo!

— AURORA?! — Hillary e Violette berram chocadas.

— Calma, calma! Vou explicar tudo no salão principal, vamos todos pra lá! — A cena muda para o salão, onde todos os competidores “mortos” estão reunidos e exalando um cheiro ruim. — Não liguem pra isso, joguei todo mundo no depósito de roupa suja! Isso foi tudo parte de um desafio, que foi ganhado por Catherine e Vandella, que descobriram minha identidade desde o começo e me confrontaram diretamente. Além de terem enganado Hillary e Violette a trabalhar com elas. Experiência com filmes de horror é algo bom! Parabéns aos Gorilas e Golfinhos, foram os ganhadores por hoje! Borboletas, vejo vocês em meia hora pra mais uma eliminação, mas tomem um banho antes, por favor! — Aurora dispensa a todos.

— Então, Vio, o que aconteceu enquanto eu estava fora? — Vicky pergunta a Violette enquanto anda com dor nas costas devido a pressão do depósito, ambas andam em direção aos quartos.

— Nada de mais, só desespero meu e da Hillary. Além disso, ela me fez um pergunta sobre suas intenções ou sei lá o que. — Ela diz com calma e naturalidade, não entendendo a gravidade do que fez.

— Violette... O que você falou? — Vicky para subitamente.

— Nada de mais, só que você iria eliminar ela quando não tivesse mais utilidade! — Ela responde com inocência.

— VIOLETTE! — Vicky grita com raiva, a cena muda para o confessionário. — Mexi uns pauzinhos e a Hillary vai embora H-O-J-E! Só precisei mandar a Violette mentir pra meus “queridos” colegas de equipe sobre a performance dela no desafio! Não posso deixar que aquela coisinha impeça meus planos. Mas eu tenho certeza que a loirinha das fantasias vai descobrir, mas eu cuido disso depois! — O confessionário acaba, cortando diretamente para a cerimônia de eliminação.

— Vocês estão mais uma vez aqui devido a sua derrota no episódio! — Aurora comenta, segurando os brioches em uma bandeja. — Penny e Sakina, estão salvas. — Ela joga os brioches das duas garotas. — O mesmo para Violette e Todd! — Ela joga os brioches de Violette e Todd. — Vicky e Hillary, vocês estão na berlinda, imagino qual é a razão. Mas o destino final é que o eliminado hoje é... — Ela joga um brioche para Vicky. — HILLARY!

— O que? Não!!!! — Hillary berra, mas é carregada até a dama por Todd, que supera sua resistência. — Não! Não façam isso! Gente, não confiem na Vicky! Ela...

— Tarde demais! — Aurora diz com um sorriso no rosto, esperando para se livrar de Hillary.

— Você vai pagar caro por isso! E muito! — Ela grita enquanto olha ameaçadoramente para Aurora.

Aurora aperta um botão e a dama de ferro se fecha e faz com que Hillary desaparecesse.

— Isso é tudo por hoje! Vejo você no próximo e horripilante DRAMA! TOTAL! O CASTELO ASSOMBRADO!

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória