FANDOM


Setenta e três edições de Jogos Vorazes foram realizadas, duas delas foram especiais. O momento de uma edição setenta e quatro ser realizada chegou, e eu passo pelo infortúnio de ser uma das possíveis garotas a serem escolhidas como tributos.

Minha família está em prantos pela possibilidade de perder um dos seus filhos para as mãos da Capital, mas eu apenas realizo meus rituais matinais como sempre. Afinal, a chance escassa de algo ruim acontecer, especialmente nesse ano, é quase igual a zero.

São quase 800.000 pessoas nesse distrito, e a quantidade de teceras reivindicadas chegam a igualar populações de distritos menores. O pior cenário é o mais improvável, a não ser, que é claro, o destino escolha me "abençoar" com esta grandiosa honra que é participar de um massacre televisionado.

Papai e mamãe suam de preocupação, meus irmãos tremem de medo, mas minha maior preocupação é como eu irei arranjar uma roupa clara para hoje. Bendita seja a fixação dos habitantes do Distrito 6 por roupas pretas e coladas, vocês poderiam ao menos ter praticidade.

O caminho ao palco da colheita é extenso, mas somos forçados a ir de pé até lá, pois há um limite mínimo de distância entre ponto de saída e destino para que você possa optar por um transporte público, é uma restrição estupidamente especifica e desnecessária visto a quantos automóveis rodam por aqui.

Os pacificadores não dão brechas, da saída de casa até a chegada, tivemos pelo menos um olho fixado na gente. O Distrito 6 sempre foi rígido, mas nós dias que a Capital está nós vendo, isso se torna quase dez vezes pior: Espirre em público e você é linchado por pacificadores.

A organização dos possíveis tributos é simples: Mais novos atrás, mais velhos na frente. Mas devido a sobrecarga populacional, temos que fazer cinco filas diferentes, e mesmo assim a maioria dos mais novos não conseguem nem ao menos ouvir o que está sendo dito no palco.

O escolta já estava no palco, um homem de meia-idade totalmente maquiado que tentava simular algumas características do distrito na sua vestimenta, mas que o temperamento deixava claro como ele não suportava ser o escolta de um dos distritos mais pobres e rebeldes. Seu sorriso forçado não era bonito de se ver, e suas mãos eram tão enrugadas que eu sentia pena de tudo que ele tocava.

— É um prazer ter todos reunidos para a colheita, onde eu tenho o prazer de selecionar os dois jovens corajosos, que honrarão seu distrito nos Jogos Vorazes! E, como sempre faço, as Damas primeiro!

E lá vai ele, mãos enrugadas entrando na bola de vidro com os nomes de todas as jovens meninas do Distrito. Ele remexeu um pouco, fez alguns gestos e puxou um único papel embrulhado.

Então, deu alguns passos para frente, boca colada ao microfone, desembrulhando o papel.

— Janna Goy!

Oh.

Todas as meninas ao meu lado viraram os olhos para mim, algumas não me conheciam, mas seguiram os olhares das outras.

Eu acho que, mesmo com as probabilidades estando ao meu favor, o pior sempre pode acontecer. Eu mantive uma expressão neutra, refletindo o que eu sentia, enquanto os dois pacificadores me escortavam até o palco. Esquivei das mãos enrugadas, e mesmo que o escolta desejasse que eu falasse algo, eu o respondi com um olhar penetrante.

Minha família desabou totalmente, corações a mil. Eu, simplesmente, estou bem. Se algo precisa acontecer, então que aconteça, afinal, é tudo obra de um destino prescrito por uma força maior. Ou pelo menos seria isso a mentira a qual quero acreditar, pois no fundo, eu não queria morrer tão cedo.

Talvez, eu vença. Talvez. A probabilidade é baixa, mas a probabilidade de eu ser escolhida também era, e olha onde eu estou. Eu posso teorizar que, de alguma forma, eu esteja com sorte. Bom, eu irei me esforçar para ganhar, pois se jogar para a morte desta forma é pura covardia.

O tributo masculino também foi escolhido, e fomos forçados a apertar as mãos, mas eu pouco me importei com a aparência dele, muito menos seu nome. Se ele não perecer no futuro, então eu não terei futuro, qual seria o sentido de criar laços com ele?

— Bons Jogos Vorazes, e que a sorte esteja sempre com vocês! — O escolta anuncia, e todos dispersam, exceto a mim e ao meu parceiro.

Após alguns procedimentos confusos se passam, e eu tenho um tempo para me despedir da minha família. Eles não estão surpresos com minha aceitação, mas ainda despencam palavras de apoio e lágrimas sobre mim, as quais eu empatizo e retribuo com afirmações positivas.

Pois, no melhor dos casos.

Agora eu sei como será o final da minha história.