FANDOM


Tudo começa com um close profundo do sol que lentamente se distancia e se movimenta para baixo, mostrando um grande castelo gótico, provavelmente construído na antiguidade, com seus grandes portões sendo abertos. Dentro dele sai uma bela moça loira em seus cinquenta anos, usando um belo vestido provocante, era Aurora!

— Estamos aqui ao vivo do Castelo de Ludenberg na Turíngia da Alemanha! — Disse com todo o entusiasmo, mostrando uma voz um pouco rouca, mas ainda jovem. — Eu sou a apresentadora fabulosamente graciosa Aurora — Pressionou as mãos em seus peitos com os olhos fechados. — estreando a primeira temporada do reality show mais elegante de todos os tempos!

Em pequenos passos deixou a ponte que ligava o castelo à floresta e ergueu seus braços ao ar em felicidade

— É aqui onde vários jovens irão se arriscar em grandes desafios para provar qual deles é o melhor em busca do prêmio em dinheiro! — Fez uma expressão facial mais séria enquanto olhava para a câmera. — Para essa competição, não é só força física que importa, é preciso ter um balanceamento perfeito. Algo que é impossível aos humanos, menos eu, claro! — Deu uma risadinha mas voltou a sua postura séria. — Por isso, dividimos nossos times nos três aspectos humanos mais marcantes: beleza, inteligência e força! — Ela mudou de assunto rapidamente. — Bom, agora vamos ao que interessa! Está na hora de conhecermos os nossos primeiros vinte e um competidores, devo ressaltar que é fundamental que todos cheguem aqui sem nenhum dano físico ou mental para a segurança não só dos participantes como dos telespectadores.

Um carro não muito chamativo chega em direção ao castelo, ele estaciona em frente a Aurora e as portas se abrem, revelando Troye.

— Troye, então, por ser o primeiro participante a chegar no programa você deseja dar alguma palavra para nossos telespectadores? — Aurora disse em um tom amigável, como se já conhecesse Troye há anos — O pouco que falou em sua audição sobre usar o dinheiro do prêmio para contribuições na vida marinha e no avanço da ciência biológica deixou a desejar!

— Oi. — Ele disse com os olhos entreabertos e uma expressão mórbida.

— Bem-vindo! — Ela disse, forçando um sorriso enquanto manda Troye ficar parado ao lado da porta. — Vamos seguir para a próxima competidora! Violette, a garota mais vaidosa de todas!

Ao contrário do primeiro carro, o segundo era rosa e extravagante, a qual deixa uma figura atrativa com belos cabelos loiros e olhos brilhantes com joias, Aurora se aproxima de Violette e a cumprimenta.

— Bem-vinda ao jogo, Violette! É interessante o fato de seus pais terem pago pra entrar numa competição onde você compete por dinheiro… mas, bem vinda!

— Essa exposição vai fazer meu instagram bombar tanto! — Ela tira seu celular de dentro dos seus seios, preparando para tirar uma selfie usando o castelo como fundo — Vamos ficar nesse castelo brega? Eu achei que a iluminação fosse melhor, as fotos aqui vão ficar horríveis! — Suas reclamações foram cortadas por Aurora, junto com seu celular que foi rapidamente tomado.

— Sim! Agora vá para o seu canto e aprenda a regra: sem conexões com o mundo real… nem que seja pelo mundo virtual! — Aurora ordena Violette a ficar perto de Troye, a qual ela tenta interagir dando um grande sorriso, mas é respondida com o mesmo virando a cabeça em vergonha.

Logo após isso, mais um carro chega, dessa vez trazendo uma garota negra mediana com tranças que são, possivelmente, sua característica mais notável. Era Rocky, descendo de seu conversível azul.

— E aí gente! — Ela disse, cumprimentando Troye e Violette com um sorriso e um aceno vigoroso.

— Você deve ser a Rocky, certo? Sua audição falou tanto de projetos sociais que você participa que eu tenho que admitir que você sabe se panfletar descaradamente!

— O que você está insinuando? — Ela se vira na direção de Aurora com uma expressão incomodada, franzindo a sobrancelha.

— Relaxe, garota! Faça um bom uso das câmeras e da mídia e vai chegar um ponto onde você não vai precisar anunciar nada que já fez — Aurora sorri para a câmera mais próxima — As pessoas só irão saber tudo da sua vida e seu histórico, como eu!

— E dos seus filmes também?! — Violette inocentemente pergunta, chacoalhando o braço de Troye — Oh! Oh! Você já viu aquele em que ela é uma vaqueira e pintou o cabelo de roxo, eu simplesmente amo! Os críticos foram super manés em falar que não usar sutiã nas gravações era “indecente”! O que queriam dizer?

— Violette, se você ficar quieta, vai ganhar doce! — Aurora a encara com um olhar de incômodo, Rocky apenas gargalha com a situação.

Uma limusine surge no meio dos carros, eis que Hillary sai, usando um óculos em formato de coração com bordas cor de rosa. Ela começa a mandar beijos para os paparazzis imaginários que ela esperava encontrar na chegada até que tropeça da limusine e cai em frente aos outros competidores.

— Eu estou bem! — Ela disse, levantando o dedo indicador da mão direita com dificuldade.

— Nossa, finalmente alguém que sabe se vestir por aqui! Você deve ser a Hillary. — Aurora disse enquanto a olhava dos pés a cabeça — Esse vestido seu é da Chanel, por acaso? Doei um igualzinho há três anos, mas você é ousada em apostar nos clássicos, por assim dizer!

— Sinceramente, esse é o castelo que nós vamos ficar? Que coisa mais horrorosa, eu esperava algo que me valorizasse, isso parece aquelas construções da era medieval. — Ela disse enquanto fazia várias expressões amargas diferentes — Tome, você pode levar as minhas malas para o meu quarto, lá onde eu estudo isso é uma honra! — Ela disse deixando sua bolsa de mão com Aurora.

— Como vocês viram, Hillary! A matriarca Carson nem sempre acerta, mas o que custa é tentar! — Disse Aurora, jogando a bolsa que recebeu no lago que ficava abaixo da ponte do castelo, mantendo a expressão estridente.

Todos são interrompidos por outro carro, agora de cor roxo. Uma figura de corpo visivelmente bem treinado sai da porta de trás, carregando uma única mala e exibindo um abdômen definido, Bo.

— Direto da academia mais próxima para o castelo, bem vindo, Bo! — Aurora anuncia, acenando para Bo, que pouco se importa com a animação.

— MP3s são permitidos? Eu prefiro não ficar sem música — Ele pergunta apaticamente e de forma fria, gerando desânimo em Aurora.

— Ah, tanto faz, só vai pra lá!

Ele faz seu caminho para perto dos outros competidores, ignorando a sociabilidade de Violette pondo seus fones de ouvido. Rocky apenas o encara com uma leve irritação.

Um carro vermelho estaciona na entrada do castelo, as portas se abrem e revelam Damian, que saiu simplesmente segurando suas malas com simplicidade. Violette, Rocky, Hillary e Aurora ficaram boquiabertas com sua beleza.

— Eu esperava tudo, menos isso. — Ele disse, olhando para o castelo com um sorriso simplório.

— Mais um para fazer críticas? Porque a produção acabou de me avisar o quão importante é a opinião de vocês sobre o nosso estabelecimento, ou seja, o mesmo que nada. — Aurora disse em um tom sarcástico.

— Acho que você entendeu errado, é perfeito! — Ele exclamou. — Essa arquitetura é incrível, e o interior deve ter lugares muito bons para fotografar.

— Ai garoto, você me deixa até sem palavras. — Aurora brincou, abanando para esconder uma lágrima.

— Uma personalidade tão linda quanto o rostinho, parabéns! — Rocky sussurra para Violette, que apenas encara com olhar de desejo. Surpreendentemente, a resposta para ela vem de Bo.

— Pedaço de mal caminho, claro, hum.

O próximo carro chega e com ele uma garota albina, jogando seus loiros de um lado para o outro e pele tão branca como papel, usando uma roupa exageradamente casual.

— Olá para os meus fãs do mundo todo, o fã clube da Bethany no twitter está ativo a partir de agora, na hashtag Bethany em Castelo! — Bethany, a preppy, anda lentamente a caminho de Aurora, alternando entre falar com a câmera, distribuir sorrisos e analisar seus rivais.

— Que maravilhoso te conhecer, Bethany! Agora que a panfletagem já começou, algo para falar para os nossos telespectadores? — Aurora diz, animada com a popularidade da competidora.

— Que você é ainda mais bela na TV, só olha essas curvas! — Bethany era uma bajuladora natural.

— Ah, um pouco de verdade nunca é doloroso! — Aurora dá uma gargalhada, oferecendo a Bethany um abraço — Agora vá para perto dos outros, vamos ver o que seus fãs vão achar de você próxima dos outros competidores!

Uma limusine preta chegou e estacionou na frente do castelo, dois seguranças apareceram: um deles abriu a porta enquanto o outro estendeu um tapete vermelho até a direção de Aurora e os outros competidores. Um pé é colocado para fora e eis que surge Vicky. Ela começa a desfilar pelo carpete enquanto masca um chiclete fazendo pose para os paparazzis.

— Nós vamos ficar nessa espelunca? Horrível... — Ela disse quando ainda não tinha chegado perto dos outros.

— Ei! É você, a Victoria! — Aurora disse animada, após se aproximar. — Eu já vi um tutorial de maquiagem no seu blog que eu estava desesperada pra encontrar, não achei em lugar nenhum na internet, desde aquele dia eu nunca mais abandonei o tutorial, e é claro, o seu blog.

— Ah, que gracinha! Você é um amor. Mas esse vestido que você está usando não é da última coleção de moda da Versace? Deve ter custado os olhos da cara! — Ela disse esbanjando sua atuação.

— Pare, você está me deixando lisonjeada! — Ela disse enquanto pressionava a mão no tórax com uma leve risadinha e as bochechas coradas.

— Me dá um abraço aqui, sua linda! — Vicky disse abrindo os braços. As duas se abraçaram e ela fez uma cara de nojo como Aurora não podia ver sua expressão, depois disso se juntou aos outros participantes ficando ao lado de Violette e Troye.

— Sai da minha frente, eu estou passando. — Ela disse, empurrando Bethany.

— Louca! Quem você pensa que é? — A loira gritou, mas a outra não deu atenção.

— Já estamos nessa tensão, em doze minutos de programa? — Hillary comenta para Violette, que parece não entender que obviamente há atrito ali.

— Tensão? Então já estamos com tomadas? Posso pegar meu celular de volta?!

— Amiga? — Hillary perguntou com uma expressão de confusão. — Eu disse tensão, não fricção! Hello!

Um novo carro chega e dois participantes saem dele, simultaneamente, como se estivessem competindo para sair e visivelmente com dificuldade. Os dois são idênticos, com a única diferença sendo a cor de suas jaquetas, uma azul, outra vermelha. Luke e Logan. Logan se aproxima calmamente e Luke corre com excitação.

— Vocês devem ser Luke e Logan, os gêmeos! — Aurora disse apoiando a mão esquerda na cintura — Vocês são tão parecidos que nem parece que passaram a maior parte da vida distantes! Então, quem é quem?

— Eu sou Logan, este é Luke — O gêmeo de azul responde. Sem nervosismo, como se estivesse em sua casa — Diferencie por nosso gosto por cores, azul e vermelho.

— CADÊ AS GAROTAS? EU OUVI DIZER QUE IAM TER VÁRIAS! — O gêmeo de vermelho exclama, mostrando excitação e ao mesmo tempo confusão — Ah, foi mal, foi mal! Eu tô tão animado!

— As damas estão todas ali! — Aurora aponta para as garotas, que sorriem e acenam, algumas só de brincadeira, com exceção de Vicky, que o ignora e retoca sua maquiagem com um pó compacto que tirou da bolsa — Vão lá conhecer as meninas, eu deixo!

Um novo carro chega, desta vez, uma garota sai. Corada e com suas mãos no peito, tremendo intensamente, Catherine se direciona a Aurora em passos pequenos.

— Oi... — Em um tom quase mudo, ela fala com Aurora, que esperava sorridente por uma reação.

— Olá, minha flor! Como vai!? Deve ser a Catherine! — Aurora diz com excitação — Por a cara a tapa num programa para ajudar sua família, como você é nobre!

— Bem… É... Posso ficar com os outros agora?— Catherine pede, com educação. — Oh... Claro! Pode ir! — Aurora diz sem entender — Gente tímida, tanto faz! Daqui a pouco ela toma jeito!

Catherine vai para perto dos outros, que olham para ela disfarçadamente, com exceção de Vicky e Bethany, que estende sua mão para a tímida menina.

— Como líder do comitê de boas-vindas, e também de todos os clubes da escola, eu sei quando alguém precisa de um sorriso e ajuda, eu sou Bethany!

— Ah… ok — Catherine passa reto, indo para um canto mais isolado e deixando Bethany estupefata e com a mão estendida, dando abertura para Vicky a provocar com um risinho.

— Vácuo da mané, muito bom!

— Pelo menos meu cabelo não tem química! — Bethany tenta retrucar.

— Não dá pra por química em palha, amor!

— Que maduro, querem um ringue? — Rocky cessa a briga das duas, que bufam em resposta.

Um carro monstro vermelho e prateado gigantesco estaciona e uma garota usando roupas de lutadora e fazendo poses sai, professando inúmeras palavras em espanhol ruim.

— Bem-vinda, Pepper! — Aurora disse — A filha de um grande lutador… Em um reality show! Que animador!

— Olá pessoal! Olá Aurora! OLÁ CASTELO ASSOMBRADO! Pepper está louca pra deixar sua marca a troco de umas verdinhas, ha ha!

— Olá também, muchacha! Pode ficar com os outros agora, eu aposto que eles vão te ADORAR!

Pepper se aproxima dos outros com pulinhos e cumprimenta Luke com um “toca aqui”, além dos gêmeos, Rocky e Violette eram os únicos verdadeiramente animados com sua presença.

— Sua roupa brilha! — Violette é surpreendida com a luminosidade do prateado das roupas de Pepper — Que ousado, que bonito, que chique!

— Eu gosto de chamar essa estratégia de cegar e socar — Ela levanta sua bota ao ar sem perder o equilíbrio de sua postura, a luz do sol irradia-se no prateado e reflete no olho de Logan, que grita e cobre-os.

— Brilhante… — Violette pôs suas mãos na bochecha com olhos brilhando.

— Super… — Luke concordou, olhando para Pepper com total admiração e bochechas vermelhas.

Outros veículos chegaram, dessa vez um carro e uma carruagem estacionam ao mesmo tempo na frente dos outros concorrentes. A porta do carro se abre e Penny aparece correndo desesperadamente alegre na direção de Aurora.

— E aí garota, qual é a boa? — Ela disse andando até Aurora, enquanto a mesma olhava para Penny com um embrulho na garganta.

— Eu… Olha… Eu não sei nem o que falar, estou sem palavras, porque você não se junta aos... outros? — Aurora disse atordoada, colocando Penny na direção dos concorrentes.

— Eu hein… Cada um.

— Penny! Não acredito que você está aqui! — Rocky gritou com as mãos na boca enquanto os competidores próximos taparam os ouvidos e fecharam os olhos, demonstrando incômodo com os berros.

— Educação mandou lembranças… — Hillary sussurrou horrorizada para Violette.

— Rocky, é você mesma? Tipo, você mesma? Mesma? — Ela exclamou, perplexa. — Cara, que mundo pequeno! — Penny disse enquanto fazia um "toca aqui" com a amiga.

Saindo da carruagem, Sakina, a indiana, andou até a direção de Aurora.

— Olá! Eu espero que possa ser amiga de vocês, assim como todos eu estou aqui com o objetivo de ganhar o prêmio, mas como nem tudo na vida se resume a dinheiro, quero sair daqui com bons amigos também. Espero aprender sobre a cultura de vocês, e se eu cometer deslizes, não se importem em me corrigir! Auspicioso! — Ela disse enquanto fazia um gesto indiano com as mãos.

— Maravilhoso, ouvir discurso de Nobel da Paz era tudo que eu precisava nesse momento. — Vicky comentou bocejando, arrancando risadas de Violette.

— Ninguém precisava que você abrisse a boca pra cheirar seu bafo, e olha onde nós estamos… — Rocky a alfinetou de volta, mostrando respeito a Sakina.

— Você é Sakina, a indiana, não é? A ideia de chegar em uma carruagem é realmente tão… inovadora. — Ela disse, gesticulando para encontrar as palavras certas. — Você pode se juntar aos outros, minha flor?

Um carro preto chega e estaciona. Ele fica parado por alguns segundos e todos os concorrentes encaram com uma expressão conturbada. A marcha fúnebre começa a tocar e Vandella sai do carro com passos lentos e uma expressão mórbida, carregando suas malas.

— Acho que alguém confundiu o caminho do programa com o caminho do cemitério. — Vicky sussurrou para Violette, que deu uma risada de leve.

— Então, eh... Você é a Vandella, correto? — Aurora perguntou enquanto olhava para ela com uma expressão distorcida, ela precisou verificar a lista para saber seu nome.

— Sim. — Vandella respondeu com a cara fechada.

— Ela é sinistra... — Rocky sussurrou no ouvido de Penny, que assentiu com a cabeça.

— Bom, eu já vi que você é uma pessoa de poucas palavras então eu apenas vou te poupar e pedir para que fique ao lado dos outros participantes.

Dentro de uma carruagem velha e antiga, com um burro mal cheiroso, Eliott, o garoto ruivo que sonha estar em um colégio interno sai com suas malas em direção a Aurora.

— É tão bom estar aqui, finalmente! — Eliott apertou a mão de Aurora com excitação. Aurora tem seu corpo inteiro remexido com a força descomunal que o menino colocou.

— Olha, querido, você é o Eliott, certo? Pode ir ficar com os outros. — Aurora apontou para a direção dos outros competidores — Quando eu poder te fazer da IBOPE, a gente bate um papo.

— Botas nessa estação? Esse se arrisca! — Hillary comentou com Damian e Violette.

— Nunca não é o momento para um sessão de fotos com botas! — Damian sorriu, parecendo amigável ao novo competidor.

— Oh, esse não devia usar botas… Nem nenhuma roupa… Hihi! — Violette comentou, deixando os outros dois confusos.

Outro carro chega, e dessa vez, duas pessoas saem dele. Law, o atleta sem preconceitos e Lizzie, a roleplayer vestindo-se a caráter. Os dois vão em direção a Aurora e a cumprimentam de um modo amigável.

— Sejam bem-vindos! Podem ficar com os outros agora!

— AAAH! — Lizzie gritou, dando um pulo para trás. — O que é isso? — Ela perguntou, apontando para Bo.

— Qual o problema? — Ele retrucou.

— Nós não vamos ficar aqui, Law, vem! — Ela disse empinando o rosto e puxando Law pela gola da camisa.

— Mas… — Ele tentou contestar.

— Não diga nada! — Ela continuou, tapando seus lábios com os dedos.

— Poxa, não entendi nada! — Violette comentou.

Os últimos veículos chegam e May, a estudante japonesa e Tigre, o índio chegam.

— Vejam só! Parece que temos todos os tipos de culturas por aqui! — Aurora comenta.

— Isso é muito bom, significa representatividade! — Sakina exclama, fazendo com que Aurora a puxe para o lado.

— Podem ficar com os outros agora! — Aurora se virou para os outros competidores — Parece que estão todos aqui!

— Temos um elenco inteiro aqui, hein? — May se aproximou de todos, com um sorriso doce — Olá!

— Você sabe fazer sushi? Se sim, bem-vinda aos meus amigos! — Hillary falou, vendo uma brecha para oportunidades.

— Isso é tipo, muito racista! — Bethany declarou, reprimindo Hillary — Peça desculpas, ninguém aqui é seu escravo, afinal!

— Ai, perguntar não mata! — Ela tenta argumentar, enrolando Bethany — A gente teria alguém pra pescar peixe… — Ela olha para Tigre — e alguém pra fazer o sushi! É tipo, economia!

— E é por isso que esculacham tanto você no twitter! — Tigre a avisa, encontrando uma chance de demonstrar como ele é avançado — Eu sei, pois eu uso muito o twitter e vejo muitas séries na Netflix, e tudo mais!

— E espero que faça muita campanha pra mim no twitter! — Bethany sorri, dando tapinhas no ombro de Tigre, que era muito maior que ela.

Um homem misterioso aparece atrás de Aurora e faz um sinal de silêncio para todos os outros participantes. Quando ela está distraída ele grita a assustando fazendo com que ela caia no chão.

— Uau. — Vandella comentou, assistindo a cena.

— Quem é você? — Aurora perguntou com uma expressão zangada enquanto se limpava de terra e folhas que grudaram em seu vestido.

— Todd, o último participante. — Ele respondeu com os braços cruzados e uma expressão antipática.

— Que seja! Vá logo se juntar aos outros. — Ela gritou alto com os olhos fechados enquanto apontava para a direção dos outros competidores. — Agora que estamos todos reunidos, chegou a hora de vocês conhecerem sua casa pelas próximas semanas. Sigam-me!

Aurora e todos os outros competidores entram no castelo e os portões se fecham. Todos estão no salão principal majestoso, onde Aurora explica sobre o castelo.

— Aqui é a entrada principal do castelo, seguindo pelas escadarias nós podemos chegar ao elevador, que nos leva até o topo ou até o porão. A parte superior tem os melhores investimentos, um banheiro espaçoso com todos os produtos de beleza que vocês possam imaginar, ar condicionado e camas com os melhores tecidos. Enquanto isso, no porão, sujeira, poeira, desconforto e escuridão serão a única coisa que vocês irão encontrar. As equipes que vencerem os desafios ficarão desfrutando do luxo da parte superior até a próxima prova, enquanto os perdedores vão ter que sobreviver na solidão do porão. E devo avisá-los que o elevador está interditado. Falando em equipes, vocês serão divididos em três equipes.

— Equipes? Eu posso ser a líder já que eu sou a mais bonita? — Violette fala, mas é ignorada por Aurora e leva um tapa de Vicky.

— O posicionamento de vocês em cada equipe vai depender de seus traços mais marcantes, por isso vocês serão divididos em três: Bo, Damian, Logan, Luke, Pepper, Tigre e Vandella serão os Gorilas Monstruosos, o time mais agressivo, sombrio e forte de todos. Catherine, Eliott, Law, Lizzie, May, Rocky e Troye serão os Golfinhos Sábios, o time que prefere resolver as coisas com razão e lógica. Bethany, Hillary, Penny, Sakina, Todd, Vicky e Violette serão as Borboletas Deslumbrantes, o time que se importa mais em estar bem vestido e sorridente

Elliot levanta sua mão.

— Sim, Eliott?

— Eu posso usar o banheiro? — Eliott fez uma expressão de aperto. Aurora o aponta a direção e ele corre de forma desesperada.

Eliott entra no banheiro e é facilmente surpreendido por uma câmera na sua cara.

— O que é isso?

Aurora entra no banheiro e assusta a Eliott.

— Esse é o confessionário, onde vocês irão desabafar seus pensamentos mais íntimos. Sintam-se livres para usá-lo a qualquer momento e derramar todos os podres que quiserem, não deixem faltar nenhum detalhe. Agora venha, Eliott! — Aurora puxou Eliott para fora do banheiro.

— Alguma pergunta? — Ela espera por alguns segundos e ninguém fala nada — Ótimo, então vamos explorar o castelo. — Aurora guia os outros até as escadas e quando eles chegam no segundo andar encontram uma outra escada, que segue reto. — Nós temos três quartos divididos em cores: bordô, ciano e rosa claro, vocês devem deixar suas malas por aqui e preparar a cama de vocês e o próprio café da manhã, quando a equipe perder tiver que ocupar o porão vocês irão precisar pegar seus cobertores, travesseiros, malas e levar até lá embaixo.

— Ei, mas e se alguém de outra equipe entrar no nosso quarto enquanto nós estivermos dormindo? — Rocky perguntou.

— Ninguém vai ser louco de fazer isso amor, nós temos câmeras espalhadas por todos os lugares inclusive dentro do quarto de vocês, mas se ousarem o fazê-lo assim mesmo, iremos tomar medidas drásticas e instalar senhas secretas em cada uma das portas.

Os Golfinhos Sábios entram em seu quarto, era o quarto azul ciano, o quarto assim como os outros era bem extenso, logo ao passar pela porta a primeira coisa que você reparava é que a parede a frente era azul ciano, as outras paredes eram pintadas em um degradê entre amarelo e laranja com ondas entre vários tons de azuis e alguns tons de cinza. As camas vinham com alguns bichos de pelúcia de animais aquáticos, haviam três golfinhos diferentes: um rosa claro, outro amarelo e um que era metade branco e metade laranja, também tinha um polvo roxo.

— Eu acho que nós ficamos com o tema de decoração de praia. — Eliott disse um pouco tímido, tentando interagir com os outros membros de sua equipe.

— Você acha? Eu tenho certeza. — Rocky disse em um tom sarcástico, mas não agressivo, enquanto segurava enfeites de barracas de praia que estavam enfiadas na parede.

— Vocês já viram esse piso? Parece areia de parquinho. — May disse enquanto apontava para o piso, era feito de vários quadrados de vidro e tinha uma decoração de praia com várias conchas de formatos diferentes e pás de criança de cores diferentes.

Dessa vez quem entrou no quarto foram os Gorilas Monstruosos, era o quarto bordô, a única parede pintada que podia ver nesse quarto era justamente a parede bordô, já que as outras estavam cobertas com folhas falsas de decoração, flores e borboletas. As camas vinham cobertas com lençóis com textura de tigre, os travesseiros tinham textura de girafa e o piso era feito de madeira.

— Isso é uma verdadeira selva... — Pepper disse em um tom vitorioso enquanto aspirava o ar.

— Acho que simpatizei com esses lençóis! — Tigre disse enquanto soltava uma leve gargalhada.

— Aposto que se aquelas negras das outras equipes estivessem aqui iam ficar se vitimizando por ter "gorilas" no nome do time e o quarto ter uma decoração de uma floresta. — Logan disse enquanto deitava relaxadamente em uma das camas.

— O que você quer dizer com isso? — Bo se levantou e perguntou em um tom agressivo.

— É isso aí, começa a se explicar agora. — Pepper o segurou pela gola da jaqueta e começou a enforcá-lo fazendo com que o mesmo ficasse sem ar.

— Eu fico com essa cama. — Vandella disse em um tom frio e se sentou em cima da cama, deixando todos os outros parceiros de quarto assustados.

O último quarto, das Borboletas Deslumbrantes, era obviamente o quarto rosa claro. Tinha um enfeite de cupcakes de morango e caramelo e rosquinhas de chocolate e morango na parede, além de uma espiral de caramelo com cobertura de confete. As camas eram cobertas por lençóis rosa claro com textura de rosquinhas, pirulitos, balas e outros doces. Os travesseiros eram dois pirulitos encaracolados e coloridos gigantes e o piso era coberto por um tapete felpudo.

— Esse quarto é tão doce que se nós ficarmos aqui por muito tempo vamos acabar ficando diabéticas. — Vicky disse enquanto arrastava suas malas até a cama que mais gostou. — Essa cama é a mais afofada do quarto, acho melhor vocês nem ousarem de chegar perto.

— Mas gente, eu não posso ficar nesse quarto, eu estou em uma dieta só de carboidratos, e pirulitos e cupcakes não são carboidratos. Eles são? — Hillary disse enquanto chacoalhava Todd, que estava despreocupado.

— Como vocês são frescas, eu vou ficar com essa cama mesmo e não tô nem aí. — Penny disse enquanto largava suas malas em cima da cama.

— Mas é claro, pra uma favelada como você qualquer coisa como manter uma dieta saudável é considerado frescura, você já foi no nutricionista? Afinal, você sabe o significado dessa palavra? — Vicky disse enquanto se sentava na cama.

— Do que foi que você me chamou? Repita na minha cara se você tiver coragem. — Penny se levantou irritada e encarou Vicky diretamente cara a cara.

— Favelada! Satisfeita, ou além de um nutricionista precisa de um otorrinolaringologista? — Vicky respondeu enquanto retrucava o olhar de Penny.

— Não briguem! — Sakina disse, intervindo. — Vocês vão acabar atraindo energias negativas, e isso é só o começo.

— Que seja. — Penny respondeu, bufando. — Quebrar a cara dessa daí seria perda de tempo mesmo. — Ela ignora Vicky e volta a sentar na cama.

— Nossa, mas essa mulher do outro lado é muito parecida comigo. — Violette disse enquanto se olhava no espelho, penteando o cabelo.

— Sai da frente, esse espelho vai ser meu! — Bethany disse após empurrar Violette que caiu no tapete felpudo.

— Ei, essa cama é bem confortável, eu vou ficar com ela. — Violette disse enquanto tentava fazer um "anjo de neve" no tapete.

— Podem ficar com o espelho que vocês quiserem, mas a mão que toca nessa penteadeira é uma mão morta. — Vicky disse enquanto ignorava o desprezo de Penny e se sentava em uma penteadeira rosa que estava no quarto.

— Agora que vocês já conheceram seus parceiros de quarto e já escolheram suas camas, me encontrem no salão principal para o primeiro desafio do reality. — A voz de Aurora foi reproduzida dentro de alto-falantes em todos os quartos.

Todos os competidores se reuniram na grandiosa sala principal, os times sentaram-se espalhados nos grandes sofás. Alguns sentaram-se no chão e outros em pufes. Vicky sentou-se na borda e puxou Violette para o seu lado. May tentou se sentar perto de Violette, mas foi enxotada por Vicky. Após todos se apertarem, Aurora desce as escadas.

— Olá, queridos! Espero que tenham gostado do seus dormitórios! Já aproveitaram o tempinho para formarem amizades? — Aurora pergunta com um sorriso no rosto.

— Digamos que foi totalmente o contrário. — Penny responde de braços cruzados, encarando Vicky.

— Oh, mas que pena... Bah, quem estou querendo enganar? Vi tudo pelas câmeras! — Aurora solta um riso abafado, mas rapidamente recompõe sua pose. — Vamos colocar seus conflitos de lado pois é hora do desafio! Espero que todos estejam preparados pois hoje vocês vão suar!

Os Gorilas se animam e dão vivas, enquanto os outros times suspiram. Aurora ri e puxa um bastão de seu cabelo, ela bate no chão usando ele e um telão, equipado com rodinhas e puxado por estagiários e ligado. Um mapa 3D do castelo se projeta e Aurora usa o bastão para interagir com ele.

— Como podem ver, o castelo tem quatro escadarias. As principais que são as mais longas, são seguras para uso e não tem nenhum perigo. Já as mais curtas, são “assombradas”. Seu primeiro desafio é chegar ao topo do castelo antes das outras equipes, assim ganhará uma vantagem no desafio final. — Aurora usa o touch screen para abrir um menu de sons e ativa o som de uma buzina no volume máximo — Valendo!

Todos levantam e correm, com alguns empurrando outros. Os times entram em um dilema para decidir em quais escadarias iriam subir.

— Segurança é mais importante que tudo! Vamos pelas escadas mais longas! — Eliott sugere e todo o seu time o segue. As Borboletas fazem o mesmo.

— Por que vamos seguir os nerds mesmo? — Todd questiona Penny.

— Porque eles são nerds, duh! São mais inteligentes que nós, devem saber o que fazer! — Penny fala, antes de empurrar Todd para motivá-lo.

— Acho que devíamos ir pelas escadas mais curtas! Somos o time mais forte! — Pepper afirma, dando um sorriso meigo.

— É claro que sim! Se você diz, é uma ordem! — Luke diz com nervosismo a Pepper. Que o olha com confusão.

No confessionário — O que há de errado com esse guri? Ele me bajula tanto! Parece até que ele tá apaixonado por mim! — Pepper chora de rir e o confessionário acaba.

Os times correm pela escada e Bethany pega o pó compacto de Vicky. Ela assopra no rosto de Eliott e ele começa a tossir tentando afastar a fumaça com a mão, o deixando parado. Vicky percebe a tosse e vê seu pó na mão de Bethany, o pegando de volta e fazendo o mesmo que ela fez com Eliott. Ela empurra Bethany pelas costas e ela, junto com vários outros Golfinhos caem escada a baixo.

— Não acha que isso foi um pouco demais? — Violette pergunta preocupada a Vicky.

— Sabe Violette, eu sou uma pessoa parcialmente justa, ela merecia provar do próprio veneno.

No confessionário — A Vicky parece ser tão legal! Mas às vezes ela é... má! Mas eu acho que é só... impressão... — Violette cria dúvidas sobre Vicky e o confessionário acaba.

Penny, que tomou a liderança, consegue ver uma luz nas escadas e as Borboletas, menos Bethany chegam ao topo em primeiro.

— Isso! — Penny pula de alegria e da um “toca aqui” em Todd.

— Ei! De modo algum! Eu só aceito o time completo! — Aurora coloca suas mãos na cintura e os recebe com um olhar negativo.

— Time inteiro? Espera, cadê a Bethany? — Penny olha para os seus companheiros de equipe em confusão. — Tenho certeza de que aquela tonta se perdeu pelo meio do caminho, hoje em dia você não pode confiar nem na própria equipe! — Vicky respondeu, atuando com uma expressão revoltada e os braços cruzados.

Enquanto isso, nas escadas mais curtas.

— Estamos demorando muito! Aposto que já perdemos! — Pepper confronta seu time.

— Não nos culpe, culpe o Logan! Ele tem medo do escuro! — Tigre olha com repulsa para os gêmeos.

— Não faz isso! Ele não tem culpa de ter medo de algo! Vocês não tem medo de nada? — Luke segura seu irmão pelos braços enquanto corre.

— Ei... — Vandella tenta falar com seu time.

— Não, pessoas conseguem medos pelo jeito que foram criadas! Ele só foi criado mal, foi isso! — Damian tenta argumentar com os outros.

— Ei... — Vandella tenta chamar a atenção dos outros novamente.

— Então me explica como eu não tenho medo do escuro! — Luke refuta os argumentos de Damian.

— Olhem os morcegos... — Vandella, olha para vários morcegos no topo das escadarias, fascinada.

O time inteiro, com exceção de Vandella, grita desesperadamente. Os morcegos acordam e começam a sobrevoar o time, todos correm. Vandella continua num ritmo calmo, apreciando os animais que mais adora e esboçando a coisa mais próxima que tem a um sorriso.

No topo do castelo, Bethany finalmente consegue voltar ao topo, onde está dando seus últimos passos até o final. Mas todos são surpreendidos pela chegada dos Gorilas e dos morcegos. Hillary, totalmente assustada, começa a gritar até que usa seu spray de cabelo para se defender e consegue matar todos os morcegos.

— Parabéns, Gorilas conseguem ganhar o primeiro desafio! — Aurora anuncia. Os Gorilas comemoram e Bethany, junto com os Golfinhos chegam ao topo.

— Agora, vocês tem uma vantagem no segundo desafio. Terão uma vantagem de dois segundos! E falando em outro desafio! Vamos lá! Seu segundo desafio é usar o arco e flecha para estourar os balões de seu time! O time que não conseguir estourar todos os balões antes dos outros irá para a eliminação! Boa sorte! Ah, além disso, nesse desafio devem escolher um representante para a equipe! Tem um minuto para fazer isso! Já! Os times discutem quem vão escolher para representar, Todd é escolhido pelas Borboletas rapidamente e May para os Golfinhos. Mas os Gorilas continuam em um dilema, pois todos se voluntariam. Damian usa o jogo de varetas para decidir quem vai e Bo acaba ganhando, para o desprazer de todos da equipe.

— Tempo esgotado! — Aurora simula o som de uma buzina com seu tablet. — Temos Bo, May e Todd! Boa sorte à todos! Valendo!

Bo vai primeiro, já que tem uma vantagem e pega o melhor arco e flecha. No entanto, sua depressão o faz ter um mal desempenho no desafio e não consegue estourar nenhum balão. Os outros times são liberados e May e Todd conseguem ter um desempenho neutro, estourando poucos balões.

Pepper se zanga. — Ei, cabeção! Você não consegue nem fazer algo tão simples como isso! Você é um perdedor!

A palavra perdedor bate na cabeça de Bo como um energético, ele supera sua depressão instantaneamente. Ele rouba as flechas dos outros times e jogas várias de um vez só, estourando vários e vários balões, deixando apenas dois voando no ar.

— Parabéns, Gorilas! — Aurora levanta seu braços em alegria e o time comemora loucamente, abraçando Bo. — Pela derrota! Como podem ver, dois balões restam, e são do seu próprio time!

As Borboletas e os Golfinhos comemoram, menos Vicky. Aurora ri da situação dos Gorilas, que estão olhando com ódio para Bo, que parece não ligar.

— Vejo vocês na eliminação essa noite! Au revoir! — Diz Aurora em um tom debochado enquanto manda um beijo para os competidores.

A noite, os Gorilas estavam sentados em um banco sujo do porão, todos já haviam pego suas malas e levado para lá, Aurora estava em pé carregando uma bandeja redonda com brioches.

— Os nomes que eu chamar estão salvos, mas ainda vão dormir no porão até o próximo desafio. Espero que aproveitem o máximo os ratos e as baratas daqui. — Ela disse soltando uma leve risadinha e depois manteve sua postura.

— Damian, Pepper, Luke, Vandella e Tigre. — O clima fica tenso por alguns minutos — Logan, você fez um comentário racista e foi odiado pela maioria dos seus companheiros de quarto, além de atrasar seu time devido ao seu medo do escuro e Bo fez com que perdessem o desafio, sendo a razão de estarem aqui. E o último brioche vai para... — O clima fica tenso por instantes — Logan!

— Meh... — Bo não parecia se importar.

— Venha queridinho, eu vou lhe acompanhar até a saída. — Aurora guiou Bo até uma das celas do porão, lá havia uma dama de ferro, um exemplar de tortura usado na Idade Média. Bo entrou na dama de ferro, com espinhos cenográficos, onde coube perfeitamente.

— Lembre-se, Bo, você foi um perdedor! — Aurora grita, fazendo com que Bo entre em uma onda de raiva, que foi rapidamente parada por Aurora que fechou as portas. — Digam tchau a seu colega de equipe! — Aurora aperta um botão de seu tablet e uma fumaça começa a sair da dama de ferro, se abrindo automaticamente, Bo havia sumido misteriosamente, surpreendendo a todos e fazendo com que Aurora risse maquiavelicamente. — Isso foi tudo! Podem esperar ansiosamente para o próximo episódio de, DRAMA! TOTAL! O CASTELO ASSOMBRADO!